Coisas doces caras fazem para meninas

Você está pronto para descobrir mais? Bem, aqui estão 15 coisas que as meninas fazem que fazem um cara se sentir usado: # 1 Ele faz toda a condução. Esta é a queixa número um que recebi dos meninos. Aparentemente, algumas mulheres agem deficientes no segundo em que são convidadas a assumir o volante. 27/mar/2019 - Explore a pasta 'Meninas japonesas' de ꧁༄ 𝑺𝒘𝒂𝒈ツ꧂ no Pinterest. Veja mais ideias sobre Meninas, Beleza asiática, Garotas. Coisas que as pessoas fazem que as meninas adoram Quando uma garota se apaixona por um cara ou tem uma queda por ele, cada pequena peculiaridade dele faz com que ele pareça mais bonito e sexy. Quando ele faz algo que o incomoda, até mesmo coisas bobas que o fazem parecer um idiota, isso faz um cara muito mais adorável e fofo. 20 coisas que nós (meninas) querem caras saber Os homens têm suas próprias idéias sobre o que as meninas querem e, se você pudesse ser uma mosca na parede, quando os rapazes se reúnem, você `d ouvir algumas teorias muito interessantes sobre o que é preciso para fazer uma menina carrapato! Amar 2020. ou Tatiana e acredito firmemente no poder da cura holítica e do remédio caeiro! Vitória de vinagre de maçã! Conteúdo: Apelidos fofos para meninas Dicas para caras: 10 coisas bonito de dizer a uma menina que você gosta OK rapazes, aqui está sua chance de fazer uma garota que você como `` s aww tão bonito! `Afinal, as meninas são feitas de açúcar e especiarias, e tudo de bom, de modo que ela saiba o quanto você aprecia-la com esses dez bonito coisas que você pode dizer a uma menina.

Eddard Stark

2019.10.06 04:28 altovaliriano Eddard Stark

George R. R. Martin reiteradamente afirma que nenhum personagem está a salvo da morte, uma noção que ele lapidou muito habilidosamente para estabelecer na saga. A primeira pedra da fundação desta estrutura é lançada com Eddard "Ned" Stark, ao final de A Guerra dos Tronos.
Ned é visto como personagem central do primeiro livro, no qual ele é apresentado como um pai amoroso, marido dedicado, amigo querido, líder confiável, vassalo leal, homem devoto e cumpridor de sua palavra e deveres. Estas qualidades são apontadas como as razões pela qual os leitores o identificam como o herói da história e alguém para quem torcer.
A história do personagem todos sabemos. Ned estava feliz no Norte com sua família quando notícias de que seu antigo protetor e pai de criação teria sido assassinado e seu rei (e amigo de infância) o nomeia como substituto no cargo de Mão do Rei. Desde o momento em que Ned aceita (relutante) o cargo, sua família começa sofrer com os atritos políticos entre Eddard e a família da Rainha. Em Porto Real, Eddard vai de peixe fora d'água a persona non grata enquanto investiga as circunstâncias da morte de Jon Arryn, até que perde todo o apoio político que tinha na capital com a morte do Rei Robert. Eddard tenta fazer justiça, mas é traído, humilhado e acaba por sequer ganhar a misericórdia que lhe foi prometida.
É muito apontado que Ricardo Plantageneta, o 3º Duque de York (1411-1460) seria a inspiração histórica de GRRM para Eddard Stark. O líder de sua Casa de York nos primeiros anos da Guerra das Rosas havia sido nomeado como Lorde Protetor e Regente da Coroa quando o Rei Henrique VI sofreu um colapso nervoso, traiu a Coroa e enfrentou a Rainha Margaret de Anjou, da Casa de Lancaster, mas acabou derrotado e teve sua cabeça exposta nos portões da cidade de York.
Outra inspiração histórica apontada é um dos filho de Ricardo, que viria a reinar como Ricardo III, que havia tentado usar o testamento de Eduardo IV para se tornar regente de Eduardo V... somente para depois anular o casamento de sua cunhada Elizabeth Woodville com o irmão, declarar seus sobrinhos como bastardos e tomar o trono para si. No fim, foi derrotado pelos filhos do primeiro casamento de Elizabeth.
Mas nenhuma dessas personalidades históricas pode ser tomada como referência direta à Eddard Stark, uma vez que a forma como Martin retratou Eddard parece ter sido moldada tendo em vista as necessidades da ficção e não como um estudo da história do mundo real. Portanto, é necessário avaliar a construção da personalidade de Ned Stark dentro das exigências de "As Crônicas de Gelo e Fogo".
Assim, para entender Eddard, proponho questionarmos sua criação, suas relações pessoais e suas relações políticas.
EDDARD, O ANIMAL HUMANO
Eddard nasceu como segundo filho de Rickard e Lyarra Karstark, mas sem demora foi substituído como caçula por Lyanna e Benjen. Ser um filho do meio já evoca uma série de questões sobre auto-estima e favoritismo em um núcleo familiar, especialmente em uma sociedade como a de Westeros, em que toda a fortuna da família é passada apenas para o primeiro herdeiro na linha de sucessão.
Tudo isto parecia ser verdade na família Stark. Ned relata que foi seu irmão mais velho, Brandon, quem recebeu toda a educação senhorial e era tido como o próximo senhor, até mesmo por Eddard, que não nutria nenhuma esperança de herdar Winterfell.
Neste contexto, o papel que um segundo irmão deveria desempenhar era o de leal vassalo do irmão mais velho. Não sabemos se a personalidade de Eddard foi determinante para que ele absorvesse essa postura ou se estas lições lhe foram passadas por seus pais ou por Jon Arryn. Contudo, sabemos que é assim que Eddard entendia seu papel dentro de sua família. Afinal, foram a estas lições que ele recorreu quando explicou a seu segundo filho, Bran, qual deveria ser seu papel diante do primogênito Robb.
De todo modo, se seu papel secundário e instrumental não estava claro durante sua infância em Winterfell, deve ter ficado muito claro quando foi enviado para o Ninho da Águia, para ser criado por um estranho. Ao contrário de Robert, Ned parece ter voltado pouco para a sede de sua Casa durante sua adolescência, fazendo com que seus laços com sua família e os nortenhos fossem notoriamente mais fracos do que os de Brandon, que foi criado em Vila Acidentada. Na verdade, Brandon era de tal carisma que conquistaria amigos até mesmo no Vale de Arryn.
Por outro lado, Ned é descrito como tímido, reservado, com aparência solene, coração e olhos gelados que parecem julgar os outros com desdém. Talvez isso tenha sido desenvolvido depois de adulto, e em razão das adversidades que enfrentou. Talvez estas características estivessem com ele desde que ele fosse criança. Assim, é possível que tenha deixado poucas amizades para trás quando partiu com oito anos para o Ninho da Águia.
Uma vez sob a tutela de Jon Arryn, a vida parece ter sido diferente. Como Jon Arryn havia perdido sua segunda esposa, irmão e sobrinho e não tinha filho algum, Robert e Ned eram como se fossem seus filhos mais velho e mais novo, respectivamente. Durante os nove anos que ficou por lá, é imaginável que Eddard tenha recebido muito mais deferências do que recebia de seu próprio pai em Winterfell.
Na verdade, a propalada honra de Ned Stark pode ser mais fruto de sua criação junto a Arryn do que derivada dos Stark. Não só porque a honra é uma das marcas daquela outra Casa ("Alto como a honra"), como o próprio Jon Arryn demonstrou que punha a honra frente a cega obediência (como quando se recusou a entregar Robert e Ned a Aerys e iniciou uma Rebelião por isso).
Já sobre os Stark de Rickard, por sua vez, paira uma suspeita de que tinham tanta sede de poder e influência quanto tinham de sangue (o tal "sangue de lobo"). Talvez por isso também que sejam tão notórias as diferenças entre Eddard e seus irmãos. Para além de uma mera incompatibilidade de gênios, pode ter havido uma incompatibilidade de criação.
Eddard não deixou de amar os irmãos, entretanto. Ainda que ele condene as atitudes de Brandon e Lyanna, Ned encomendou estátuas mortuárias para todos eles nas criptas de Winterfell, algo inédito na tradição Stark, que demonstra quão profundamente sentimental ele era, especialmente para seus familiares que tiveram um fim trágico.
Contudo, as vezes parece que a verdadeira família de Eddard, aquela que era dona de seu coração era triângulo que formava com Jon Arryn e Robert Baratheon. De fato, ao saber primeiro da morte de Arryn e depois da visita de Robert logo no começo de A Guerra dos Tronos, Ned vai da escuridão a luz: ele perdeu uma parte importante de sua família postiça, mas outra está a caminho para uma visita inesperada.
Por alguma razão que eu ainda não entendo completamente, entretanto, Ned parecia amar Lyanna acima até mesmo de Robert (apesar de ele achar que Robert tinha uma devoção por ela ainda maior do que a dele - AGOT, Eddard I). Nas memórias de Eddard, Lyanna era uma "menina-mulher de inigualável encanto" e, se foram verdade as especulações de que Lyanna o teria visitado às vezes enquanto ele esteve no Vale, poderia ser um indício de que entre ele e Lyanna havia uma intimidade ímpar na família Stark.
Durante "A Guerra dos Tronos", há vários instantes em que essa intimidade e as promessas que Lyanna requereu em seu leito de morte ecoaram. Mas um dos momentos que eu julgo mais significativo foi quando Robert, também em seu leito de morte, cita e imita Lyanna:
Saudarei Lyanna por você, Ned. Tome conta dos meus filhos por mim. [...]
– Eu… defenderei seus filhos como se fossem meus – respondeu lentamente.
(AGOT, Eddard XIII)
Esta coincidência parece indicar que Lyanna e Robert foram as figuras fraternas centrais na vida de Eddard.
NED, PARA OS ÍNTIMOS
Já foram explorados acima vários aspectos da personalidade íntima de Ned. Mas é preciso discriminar melhor. E o primeiro deles se refere à visão que, durante a infância, Ned tinha de sua família e vice-versa.
Sobre seu pai e mãe, pouco conhecemos através de Ned. E isso parece indicar que há uma distância, tanto porque não era um filho com deferência de nenhum deles, quanto porque ele desenvolveu sua psicologia longe de casa, sob a tutela de sua icônica figura paterna, Jon Arryn.
Sobre seus irmãos, Ned passou a vida à sombra de Brandon (sendo suplantado por ele até na tarefa de conseguir para si próprio uma dança com a garota por quem ele se apaixonou), mas até parecia apreciar esta posição, pois sentia-se mais confortável na posição de irmão cumpridor de seu dever.
Quanto à Lyanna, há muitos indícios de sua intimidade, o que talvez decorresse de seu temperamento analítico, em contraste com o sangue de loba dela. O modo como Eddard tentou persuadir Lyanna de que Robert seria um bom partido parece revelar que Eddard pensava ter algum influência sobre ela. Ao mesmo tempo, Eddard afirma que Robert não conhecia a garota como ele. Pode ser, inclusive, que a falta de de rancor de Eddard por Rhaegar e sua reação mais moderada quando o príncipe a coroou Rainha da Beleza e do Amor em Harrenhal decorram de um certo conhecimento sobre a natureza de Lyanna e de como ela poderia estar correspondendo àquilo.
Sobre Benjen, o relacionamento com Eddard parece mais distante. É curioso pensar que, sendo o outro único filho sobrevivente de Rickard e Lyarra, somente tenha se aproximado melhor de Ned nos anos entre o fim da Rebelião de Robert e seu ingresso para a Patrulha da Noite. É possível, inclusive, que essa falta de intimidade, aliada com o fato de Ned já ter retornado a Winterfell com dois filhos homens, tenham sido decisiva na decisão de Benjen ir para a Muralha.
O segundo aspecto da personalidade íntima de Eddard é como ele se portou durante sua idade adulta, enquanto fazia amigos, vivia amores e formava uma família.
Eddard nunca é descrito como sendo um homem atraente ou um amante encantador. Na verdade, Catelyn fala como ficou desapontada com ele ser mais baixo e melancólico e ter um rosto mais simples que o de Brandon. Mas ela afirma que com o tempo descobriu o amor no coração "bom e doce" de Ned.
É interessante notar que essa foi a mesma opinião que ela deu sobre o Norte a Lynesse Hightower:
Lembrava-se de como a Senhora Lynesse era jovem, bela e infeliz. Uma noite, após várias taças de vinho, confessara a Catelyn que o Norte não era lugar para uma Hightower de Vilavelha.
– Houve uma Tully de Correrrio que sentiu o mesmo um dia – Catelyn respondeu com gentileza, tentando consolá-la –, mas, com o tempo, encontrou aqui muitas coisas que podia amar.
(ASOS, Catelyn V)
Portanto, Ned é uma alegoria do Norte: inóspito, simples e melancólico, mas que guarda algum tipo beleza e calor. A próprioa Lyanna é descrita como uma bruta por alguns (meistre Yandel) e uma beleza selvagem por outros (Kevan Lannister). Sabemos que Ned não tinha a natureza da irmã, mas poderia ter um pouco dessa beleza selvagem? Talvez Ashara o tenha visto sob essa ótica? Talvez nunca saberemos.
O que sabemos com certeza é que Eddard era um marido dedicado, assim com Catelyn era uma esposa dedicada. Ironicamente, dois cumpridores de seu dever conseguiram fazer surgir amor em um casamento arranjado que era o substituto de outro casamento arranjado. A forma como Eddard se obrigou a respeitar até a crença religiosa da mulher é tocante (construindo um septo para ela e trazendo um septão a Winterfell).
Isto é diferente do tipo de amor que Robert tem por ele. A amizade entre os dois parece o típico caso em que um extrovertido carismático adota um introvertido sem amigos. Este tipo de relação - que é imposta por outra pessoa - parece ser o tipo com que Eddard lida bem. Ironicamente, poderíamos dizer que Ned só é amigo de seu "chefe", o que combina com sua lição a Jon de que um senhor nunca deve ser amigo dos homens que comanda (ADWD, Jon III).
Como pai, Ned era muito efetivo e marcou seus filhos profundamente. Podemos ver os resultados de sua criação naqueles que amadureceram antes de sua morte. Robb havia absorvido todo o dever, a honra e o senso de justiça do pai, se tornando um Eddard em pele de Tully. Jon seria sua imagem e semelhança, caso não fosse filho de outros e não tivesse sido acossado a vida inteira por Catelyn. Ainda assim, é incrível que toda essa adversidade não o tornou menos cópia de seu "pai". É notório que Jon é mais orgulhoso que Robb, mas isso é uma coisa sua, talvez um mecanismo de defesa, resultado de um complexo de inferioridade, ou apenas das falsas certezas da juventude.
Bran, Arya e Rickon eram jovens demais para que a influência do pai cristalizasse em sua personalidade. Portanto, eles hoje estão suscetíveis à influência de outras figuras paternas na jornada que enfrentam. Ainda assim, pequenas lições de Eddard continuam a ecoar neles mesmo anos mais tarde. Bran ainda se lembra sobre como seu pai dizia que apenas diante do medo os homens podem ser corajosos, e Arya procura uma matilha constantemente para não perecer como o lobo solitário 'quando os ventos brancos se erguerem'.
O caso oposto foi o que aconteceu com Theon Greyjoy. Nem todo o tratamento com deferência que lhe foi oferecido em Winterfell resultou em boas relações com Ned. Ainda que descontemos seu conflitos internos pessoais (assunto para outro texto), esta repulsa de Theon pode ser explicada pelo fato de que ele havia crescido e sido educado dentro de uma cultura que odeia os habitantes do continente, em especial os nortenhos. Portanto, diante da educação recebida nas Ilhas de Ferro e do tratamento solene que lhe era dirigido, não parece inverossímil que ele mais tarde alegue que era sempre lembrado de sua condição de prisioneiro e pense que Eddard era frio com ele.
Entretanto, como visto em A Dança dos Dragões, o verdadeiro ressentimento de Theon era saber que nunca seria parte da família Stark. De fato, havia semelhanças demais entre a história de Ned e Theon para que suponhamos que Ned não tivesse boa dose de tato quando eles se relacionavam. Ned também havia sido retirado de casa quando ainda era criança para ir morar com um estranho em uma terra estranha. Ainda que sua condição no Ninho da Águia fosse bastante menos opressora do que a de Theon em Winterfell, ninguém poderia dizer que Ned foi voluntariamente enviado para o Vale. Assim, As conclusões de Theon serão sempre injustas.
Mas esse não é o caso mais interessante e agudo entre as crianças criadas por Ned. O relacionamento mais desafiador e com mais consequência era aquele com sua filha Sansa. Comecemos por dizer que não havia nada afetivamente errado entre eles, mas as circunstâncias tornaram as falhas deste relacionamento em um sintoma do que havia de errado no próprio Eddard como Mão do Rei. Em síntese, os erros de Sansa também foram erros de Ned.
Durante os eventos sinistros que ocorreram em A Guerra dos Tronos, Ned repetidamente deixa suas filhas no escuro sobre o que realmente estava se passando. Em razão da diferença de naturezas, Arya e Sansa têm respostas diferentes às situações. Eddard tem mais sucesso em apaziguar Arya, cujas semelhanças com Lyanna podem ter ajudado com que ele a compreende-se melhor (veja: Eddard até permitiu que Arya tivesse treinamento em armas quando sabe-se que o próprio Lorde Rickard não o permitiu a Lyanna).
Contudo, Sansa não é uma garota que tinha 'ferro por baixo da beleza', como Lyanna. Sansa é a garota para quem 'a cortesia era a armadura de uma dama'. E é justamente aqui esta a falha de Eddard. Ned não tem traquejo social, não entende de sutilezas e acaba traído e executado justamente por isso. Portanto, não é nenhum coincidência ou ironia que Sansa esteja sob a tutela e controle do homem que conhecia o suficiente de sutilezas para, por exemplo, trair e garantir a execução de Ned e ainda sair de mãos limpas e levando a filha que Ned não soube lidar adequadamente.
Mas a bizarra relação pai-filha entre Mindinho e Sansa é assunto para outro texto.
LORDE EDDARD STARK
Eddard Stark foi Lorde de Winterfell e guardião do Norte por 15 anos e é amado o suficiente na região para que pessoas arrisquem as próprias vidas em intrigas e guerras para proteger seus filhos. Mas se era Brandon quem teve a educação senhorial adequada e Ned não é carismático ou tem traquejo social, como isso é possível? Muito facilmente, alguém responderia que isso se deve a um longo verão de 10 anos. Mas não é só isso, á traços da personalidade de Eddard que o tornam um bom senhor.
O primeiro deriva de uma afirmação de Catelyn lembranda por Arya quando viu Tywin Lannister em Harrenhal:
Lorde Lannister tinha um aspecto forte para um velho, com rígidas suíças douradas e uma cabeça calva. Havia algo no seu rosto que fazia Arya lembrar-se de seu pai, embora não se parecessem em nada. Tem uma cara de senhor, é só isso, disse a si mesma. Lembrava-se de ouvir a senhora sua mãe dizer ao pai para envergar a cara de senhor e ir tratar de algum assunto. O pai ria daquilo. Arya não conseguia imaginar Lorde Tywin rindo de qualquer coisa.
(ACOK, Arya VII)
Como se vê, Eddard tinha cara de Lorde. O suficiente para ser comparável a ninguém menos do que Tywin Lannister. Pode parecer irrelevante, mas é algo que o próprio Bran também nota, como Eddard assumia o rosto do Senhor de Winterfell logo no primeira capítulo do primeiro livro.
O segundo é que Ned não faz separação entre o público e o privado. Sua relação com seus próprios servos é muito pessoal. A ponto de achar que o Senhor devia ceiar com seus homens e conhecê-los, para que eles não morram por um estranho (AGOT, Arya II). Esta tipo de política pessoal é tipicamente nortenha. É o tipo de política que mais tarde Jon Snow indica a Stannis Baratheon a seguir: deixe que eles lhe conheçam e eles lhe seguirão.
Este tipo de política, contudo, não é o que seria útil em Porto Real. Mas também este erro não pode ser atribuído totalmente a Ned. O primeiro erro foi de Robert, que selecionou Ned com base na confiança, não em suas competências. Caso Robert, tivesse olhado para sua própria família (como Stannis esperava, por isso que ele partiu para Pedra do Dragão depois que Robert o pulou), talvez o conflito contra os Lannister teria sido muito mais restrito e menos danoso ao reino.
Havia sinais que Robert deixou de ler quando selecionou Eddard para o cargo de Mão. O primeiro era que Eddard era essencialmente um soldado. Jaime Lannister, quando avalia Randyll Tarly como candidato a Mão de Tommen, ele avalia que um soldado é uma "fraca Mão para tempos de paz" (AFFC, Cersei II). E isto é especialmente verdade quando notamos que Eddard é um agente político sem agenda ou ambição. Na ausência de um conflito real, ele é apenas alguém segurando a cadeira para outra pessoa (e que não via a hora de ir embora).
Talvez tenha sido o fato de que Ned continuou no Norte a se portar como um segundo irmão obediente e não causar problemas a Porto Real que tenha feito Robert pensar que Lorde Stark daria uma boa mão. Mas a postura isolacionista de Eddard deveria ter funcionado como um sinal de que o homem não saberia lidar com costumes da política sulista.
Porém, no final, Robert preferiu algo que lhe trouxesse conforto e familiaridade. E a falta de traquejo de Ned cobrou seu preço. Desde o primeiro encontro com o conselho, Eddard demonstrou que não tinha talento para fazer aliados, não estava acostumado a não ter a palavra final e tinha uma retórica rudimentar. Todas estas qualidades reunidas fazem de uma pessoa um imã de inimizades.
Fora isso, Ned não se cercou de pessoas que poderia confiar, tampouco agiu para a destituição de pessoas de quem ele desconfiava do conselho do rei (o que seria de alguma fácil de conseguir, já que metade do conselho era de baixo nascimento).
Por fim, quando seus erros de cálculo se acumularam e circunstância fora de seu controle se mostraram desfavoráveis, Eddard julgou que poderia usar seu cargo e uma força mercenária (patrulheiros da cidade subornados) para resolver tudo e cometeu mais um erro de subestimar Cersei, dando-lhe uma chance de fugir, no que ele classificou como "a loucura da misericórida".
No final, os Lannisters usaram sua própria honra contra ele, fazendo com que ele confessasse ter fabricado a verdade pela qual seus homens morreram em seu golpe de estado fracassado.
EDDARD, O MORTO
Primeiro, temos que afirmar o óbvio: Ned não está vivendo uma segunda vida em algum pombo em Porto Real, como afirma a infame e bizarra teoria. Nós estivemos na cabeça de Eddard e ele nunca teve sonhos de warg ou qualquer experiência de troca-peles.
Mas, fora de questões lúdicas, por que Martin matou Ned?
Algumas pessoas pensam que, ao matá-lo, GRRM estava dando o tom dos livros. Pessoas sem capacidade de se adaptar não estariam aptos a serem parte do jogo dos tronos e seriam alvo fácil para jogadores mais talentosos e experientes.
Outros afirmam que foi justamente para mostrar que assim eram as políticas medievais, e que Martin está apenas sendo realista e fiel ao tom da história de nosso mundo. Porém, Martin já afirmou enfaticamente não ter ou defender uma visão niilista do mundo.
Eu gostaria de propor uma terceira via: que Ned foi morto por circunstâncias fora de seu controle. Afinal, no fim, sua morte não era prevista nem por seus inimigos. Foi apenas um capricho de Joffrey, assim como a tentativa de assassinato de Bran.
Qualquer que tenha sido a razão para Ned morrer pela própria espada que ele executa Gared no início dos livros, a morte de Eddard aparentemente já era prenunciada (foreshadowed) desde o começo do livro, com a descoberta a loba gigante morta e seus filhotes desamparados perdidos no mundo.
submitted by altovaliriano to Valiria [link] [comments]


2018.02.25 09:01 Fabianomcs A troca (se gostarem mando mais) conteúdo e linguagem adulta!

 A Troca 
ROBERT atendeu o telefone tremendo, excitado: *"a-alo" *"oi" disse CLARICE, querendo parecer despreocupada *"oi, é a PRISCILA?" perguntou ROBERT ansioso, muito rápido, o que fez ele sentir um pouco de vergonha, estava se entregando. *"isso!" respondeu CLARICE bem alegre! *"tudo bem ? você tá meio nervoso? eu to!" falando bem rápido também , tentando deixar o momento mais relaxado. *"hahahaha é, mais ou menos, normal ne, ficar nervoso falando com uma mulherona como você " *"hahahaha ahhhh paaara!! você sabe que eu não ligo pra isso." *"mas deveria. você é linda demais! e Tem muitos malucos nesse mundo, você deveria tomar cuidado." *"eu tomo, te stalkeei online seu bobo. descobri TUDO." falando mais lentamento o tudo, pra dar um ar de superioridade mas também de comédia. *"aaahh tá!" disse ele, escondendo o medo na voz "até parece" *"HAHAAHAHAHAHAAH" RINDO ALTO MAS GOSTOSO "brincadeira seu bobo! ahahahah você deveria escutar a sua voz, você deve estar escondendo alguma coisa hein! " *"eeeeu?" controlando-se ROBERT fazendo a voz cool "claro que não, você já me conhece" Apesar de conhecerem-se online , era a primeira vez que se falavam no telefone, a primeira vez que ouvia a voz dela, seu riso o encantou da mesma forma que as fotos. Era uma graça , ruivinha, toda gostosinha. novinha , bem novinha como ROBERT gostava delas. Sua foto falsa no perfil das redes sociais permitia muitos contatos iniciais desse jeito. Quando encontravam-se, CARLOS o verdadeiro modelo das fotos , as levava até um lugar desolado de carro, pra fumarem maconha, beberem e relaxarem. aí ele as drogava e elas iam pra outro lugar.
*"mas me fala, vamos um dia desses ver um filme, sei lá.VOCÊ CURTE UM CINEMA NÉ." ROBERT perguntou tentando não parecer muito velho. *"AAHAHAH cara, eu posso ser novinha mas esse papo de cinema... vamos logo fumar um , escutando uma música lá em casa" *"na sua casa.. ?? Acho que não, PRISCILA. Você não disse que morava com umas amigas?" *"moro com uma amiga. mas ela também fuma. Tá viajando com o namorado , por isso te convidei né.. dãaa" numa voz tipo OBVIO NE BABACA ROBERT não era mais nenhum garoto. já estava começando a ficar careca e aparentava fortemente os seus 46 anos. também não era nada bonito , nem chegava perto do seu alter-ego CARLOS, moreno sedutor de garotinhas fazia um tipo Chris Isaac. ROBERT não podia deixar de cantar um trecho na cabeça de wicked game quando via o cara. Era engraçado. *"não sei, amore. Vou pensar sobre isso e te digo depois. sou meio contra de ir na casa dos outros, principalmente uma mulher sozinha, novinha como você. depois você fala que eu te estuprei sei lá, tem muita mulher maluca no mundo. Acho melhor a gente se falar mais um pouco , que tal?" *"queee isssso! um cavalheiro, nesses tempos de perdição! hahahaha" disse ela, tentando não parecer nervosa "você não entendeu, essa pode ser a ultima chance em muito tempo. eu devo me mudar em breve.aí não sei se depois de quanto tempo poderei receber um cara sozinha, pra fumar um beck , ouvir musica e dar uns beijos sem ter que me estressar. " *"ta ta taa você me convenceu já hahahha. não sou tão ótario assim a ponto de desperdiçar essa chance" Muito feliz, sorrindo demais. *"você pareceu bem otário online hahhah" disse ela respirando fundo. parece que ganhara essa.
A casa em petropolis era Longe do centro, praticamente um sítio. CARLOS iria na frente pra preparar o terreno enquanto ROBERT esperava no outro carro. parecia ser mais fácil do que pensavam, lugar isolado, iria pega -la e joga la na mala do carro. a longa viagem de volta iria acorda la e começaria o terror. quando chegassem em seu destino , so o passeio já a teria aterrorizado o bastante pra ele estar de pau duro. já estava de pau duro agora só pensando. Geralmente CARLOS demorava umas duas horas com elas, até fumar o baseado , escutar uma ou outra musica , a sedução. Ele gostava desse tipo de jogo de gato e rato dela confiar nele ao ponto de poder lava-la pra um lugar ermo. Ser tão cruel e inocente ao mesmo tempo!!! depois se ela bebesse com ele um vinho , colocava um boa noite cinderela no copo dela, ainda fingindo ser um gesto romântico e gentil..e se não bebessem, chegava ROBERT com o pano de clorofórmio..as vezes elas percebiam logo , por ele fazer muito barulho e elas ficavam aterrorizadas o que era uma pena. Carlos achava que a carne delas ficava melhor tenra. 3 horas e nada. ROBERT estava se preocupando, tentando não ligar para o cara, pensando em vestir a roupa de policial que tinha mala. Era bom eles terem esse esquema a muitos anos , era bom ter um parceiro nas suas fantasias mais loucas. eles tinham se preparado bem , sempre pensavam muito em como fazer essas coisas.Pena que a arma sempre ficava com CARLOS, ele tinha uma réplica de pistola mas era um covarde. Preferia suas vítimas presas e indefesas em seu poder. por isso sempre precisou de CARLOS, não conseguiria fazer isso sozinho. iria ligar primeiro, depois bateria na porta. CARLOS atendeu bem rápido, parecendo um pouco esbaforido. *"oi cara, to no banheiro. tava trepando. amigo... ela é demais" disse ele, meio rápido demais. *"porra, maluco!!! trepando??? achei que de repente tava guardando ela pra mim também né seu escroto ahhaha!! mas tranquilo de repente ela dorme e fica ainda mais fácil né. faz parte do jogo deixar ela bem relaxada" *"lógico! vou desligar, tenho que voltar , ela tá me chamando, TCHAU cara" mais estranho que o normal a voz dele mas a menina era muito gostosa, dava pra entender. demorou mais um pouco o celular vibrou WHATSAPP: Vem que ela ta pronta, a porta da frente tá destrancada, pula o portão. *"ESTRANHO. é difícil ele mandar um whats. mas foda se o importante agora era fazer tudo rápido antes de aparecer alguém , vai saber né. a garota pode estar mentindo ou alguém chegar mais cedo da viagem, poderia dar uma porrada de coisa errado, tenho que ser rápido." pensou A casa era gigante, com uns 8 quartos ou mais. tinha umas duas luzes acesas e era só, CARLOS era sempre bem cuidadoso com detalhes, um cara bom pra se trabalhar. ROBERT entrou sem fazer um som sequer tirando o baque dos sapatos batendo no chão após pular o muro. Estava em boa forma , e o muro não fora nenhum impecilho. a porta estava entreaberta. Um pequeno corredor pra colocar casacos e guarda chuvas , dava pra uma sala gigante, com lareira e tudo. pesadas cortinas fechavam as janelas, poltronas e um tapete completava o que ROBERT podia ver da casa. estava tudo escuro e ele tentava ajustar a sua visão, e vira uma mão como se alguém estivesse sentado na poltrona funda e enorme que estava voltada pra lareira. se aproximou devagar , olhando os quadros gigantes que emolduravam o que podia ver na escuridão, um homem e uma jovem, com roupas antigas era o destaque por cima da lareira ,algumas brasas ainda acesas . *"CARLOS??" disse em voz normal, não muito alto percebeu movimento no canto esquerdo dos olhos e se virou para o que parecia ser uma escada e uma pessoa descendo , uma figura de mulher envolvida por sombras. tentou achar os interruptores para acender as luzes mas não havia nenhum. *"que porra é essa" pensou "cade a merda dos interruptores?" *"quem está descendo aí?? aqui é a polícia, porra" geralmente isso faz as pessoas pararem , responderem , a policia do Rio não é pra se brincar. mas o silêncio que imperou o deixou morrendo de medo e a figura continuava sua lenta descida, sem fazer um som. se apavorou e tentou voltar para o corredor quando percebeu uma silhueta em volta da luz na porta, uma outra pessoa estava do lado de fora. A porta se fechou e trancou tão rápido que não permitiu a sua reação.A ultima coisa que sentiu antes de desmaiar foi o cheiro intenso de químico, provavelmente de clorofórmio enquanto alguém o agarrava com força por trás, tanta força que ele nem conseguiu se mexer.
 2 
CARLOS deu dois toques na campainha e ficou esperando. Estava frio , eram quase 6 horas da tarde e tinha chovido. Estavam no meio de um inverno bem frio , até mesmo para os padrões de petrópolis. O portão abriu automaticamente e ele estacionou em frente da casa. Viu um movimento na porta da frente, e ela estava aberta. Foi adentrando a casa, devagar mas confiante para não estragar a sua vibe de gostoso. "priscila?" falou meio alto,no meio da sala escura e estranha. *"senta aí ! já to descendo!! bebe alguma coisa, tem um copo aí no encosto da cadeira!" gritou ela no altar de cima. *"beleza" respondeu, se sentando. A sala era bem velha, como se fosse decorada por alguém da idade de sua avó. Tinha uma lareira, alguns quadros, duas poltronas grandonas bem confortáveis de couro com encostos e lugares pra copo *"que nem no cinema!" pensou bebeu o melhor uisque da sua vida. que maravilha, nunca tinha sido tão bom, a vida era bela. ia pegar essa garotinha e quando menos esperasse estaria fazendo comida com uma das partes dela. as vezes era da bunda, as vezes os seios.. ele curtia cozinhar. acendendo o baseado,relaxou... e depois de 15 minutos estava dormindo. acordou e estava em outro lugar. algemado em uma trave de madeira em algum tipo de porão. a boca estava tapada com silver tape.Na sua frente uma pessoa com uma máscara de coelho estava sentada, olhando.Era uma mulher. *"eu peguei sua arma, então nem adianta tentar espernear ou tentar abrir as algemas. a coisa aqui vai demorar um pouquinho." disse CLARICE *"mmmmmmmmmm!!!!" tentou falar mas nada saiu obviamente. *"ta, olha só. eu vou ser rapidinha. eu sei quem você é. eu hackeio as pessoas , vivo disso. eu filmei o que você e seu amigo fazem. eu segui vocês eu vi o que você fez com uma menina. Cara você comer elas é uma ironia muito grande. puta merda eu vou tirar uma foto da sua cara quando você ver o que vai acontecer contigo hahahahaah" disse ela rindo muito e tirando a arma do bolso. isso fez ele se contorcer como uma minhoca. CLARICE colocou a arma na cabeça dele. *"mermão, para com essa merda" saiu da boca dela e era tão estranho, que ele parou realmente. ela parecia ser uma menina doce , ele ouvira a ligação que ROBERT tinha gravado, como ela conseguiu engana-lo tão facilmente? *"isso beleza. Agora escuta. só tem um jeito de você *NÃO morrer aqui. eu vou ligar pro teu parceiro lá fora e ele você vai dizer umas coisas pra ele. NADA de falar qualquer coisa com ele ou tentar avisar. algo nesse sentido eu atiro na sua cabeça na hora. Você entendeu?" fez que sim com a cabeça. tentaria avisar , sim mas com o tom da voz ao invés de palavras. vamos ver se ROBERT pescava. Depois da ligação, fez uma jogada, antes dela colocar a fita na boca dele de novo: *"Eu sempre mando uma mensagem de whats pra ele.Vai ficar estranho se eu não mandar" mentiu. *"pode ditar" disse ela com o celular na mão. ROBERT acordou no mesmo PORÃO que CARLOS mas algemado na parede como num castelo medieval. quanto tempo esteve dormindo.?? que porra é essa que tá acontecendo?? *"eei! o que tá acontecendo aqui!", gritou "me solta filho da puta, senão eu te mato!" ele sentiu outra pessoa no canto escuro a direita, alguém com máscara mas não dava pra ver o que era. *"ROBERT"? ele reconheceu a voz de PRISCILA. *"pri, é você?" respondeu. *"sou eu!" disse ela desesperada. *"tambem estou presa aqui!!" Era um angulo estranho para ve- la direito e a escuridão do recinto apesar de não ser completa (havia uma pequena fonte de luz em algum lugar) era bastante escuro pra não ver que ela estava solta. *"meu deus o que tá acontecendo" "é algum maluco" disse ele desesperado. "temos que tentar nos soltar" *"hahahahah eu não aguento hahaah" riu CLARICE, deixando o totalmente confuso. "não, robert. maluco aqui só você e seu amigo CARLOS"
 3 
Mesmo fechando os olhos, ROBERT não conseguia afastar a lembrança da criatura comendo CARLOS vivo. seus gritos nunca sairão da sua mente. já preso a 3 dias, mas recebendo comida e água o corpo apodrecido não o deixava dormir. PRISCILA tinha vindo e contado tudo a ele. Como hackea-lo tinha sido fácil, como eles deixaram o sucesso de nunca terem sido apanhados subir a cabeça ao ponto dele postar algumas coisas na deep web. Como o orgulho dele haviam condenado os dois. Depois ela passou um video, só mostrando a ele coisas que fariam com ele, torturas medievais da igreja católica que mostravam um mundo de dor, e formas de morrer bem lentamente, sofrendo muito. Tinha um homem no vídeo pedindo para morrer. Depois veio a criatura.
submitted by Fabianomcs to EscritoresBrasil [link] [comments]


2017.10.18 22:34 rick-br O que é C&F? (Cocky & Funny)

A ORIGEM
A alguns vários anos atrás, David DeAngelo tinha um amigo que era seu vizinho de porta. Eles saíam juntos e ele contou para o amigo que estava aprendendo a ter mais sucesso com as mulheres e falava para ele o que fazia e tal. O amigo dele sempre balançava a cabeça e ria porque ele era um cara natural, ele simplesmente entendia o que fazer e ele tinha vários amigos que eram bons em relação a isso também. Os dois saíram uma noite e o David estava chegando numa mulher tentando ser gente boa e construindo rapport, fazendo elas gostarem dele e o amigo só balançava a cabeça e falava “Não!”. Então David disse: “Então me explica como se faz! Aí o cara disse: “O que se deve fazer é uma combinação simultânea entre arrogante e engraçado” e essa foi a melhor forma que ele usou pra explicar isso. David, na hora, não conseguiu entender como sendo arrogante ele faria uma mulher gostar dele mas depois de alguns meses ele começou a ver o link direto entre C&F e atração. Ou seja, C&F é algo que muitos naturais já fazem e sempre fizeram.
O QUE É?
Cocky Comedy ou Cocky & Funny é uma mistura de arrogância e humor feita de forma a criar e aumentar o sentimento de atração das mulheres.
Essa ferramenta deve ser sempre focada para gerar atração, NUNCA perca isso de vista! Digo isso porque existe uma grande e importante diferença entre C&F e ser somente engraçado: a pessoa que SÓ é engraçada não cria atração. Se você quer ser engraçado, vai na livraria e compre um livro de piadas, mas por outro lado, se você agir somente arrogante você acaba com a imagem de que é um tremendo babaca e, com certeza, não vai pegar ninguém de qualidade.
Para usar C&F você deve lidar com suas inseguranças e problemas de personalidade, você deve ter estabilidade emocional e fazer bom uso do seu linguagem corporal.
Para aprender essa ferramenta você PRECISA aprender a tomar certos riscos, é muito importante fazer isso porque a falta de ousadia não vai ajudar a você inserir aqueles comentários nas horas certas. Essa presença de espírito é uma característica muito importante para os que utilizam esse recurso.
3 COMPONENTES PRINCIPAIS
  1. Você esta comunicando alto status com seu comentário arrogante;
  2. Você está fazendo ela rir (que significa ela buscar aceitação social e conexão com você);
  3. Você não está rindo (o que comunica alto status e que não está buscando a aprovação dela). Isso tudo combinado cria e aumenta a atração.
O INNER GAME DO C&F
A sua personalidade é da onde seu humor vem, por isso é extremamente importante que você seja você e use seu próprio tipo de humor. Eis a importância de um bom inner game nesse momento. Sem ele, o humor não vai sair.
Papeis que você pode tentar seguir:
  • Eu sou superior a você.
  • Eu sou a vítima da sua sedução (ela só está querendo me levar pra cama).
  • Eu sou frio de uma forma engraçada.
  • Eu sou o cara que só quer saber no que eu posso ganhar.
  • Eu sou uma menina que faz muito cu doce.
  • Eu sou a autoridade em comentar sobre caras fracos
  • Eu adoro imitar a personalidade dela.
  • Eu sou o advogado do diabo (encorajando o mau comportamento de uma forma sarcástica)
  • Eu estou sempre na sua mente e ela está me perseguindo. Eu tenho certeza que ela está me perseguindo e estou resistindo a ela.
  • Eu tenho certeza de que ela precisa da supervisão de um adulto.
PRATIQUE esses papéis e veja como eles se encaixam na sua personalidade.
COMO MEDIR
O SORRISO
Acho que para realmente entender sobre humor e sobre C&F, é importante entender sobre o sorrirso, o que é sorrir e porque as pessoas sorriem. O ato de sorrir acontece inconscientemente (nós não decidimos conscientemente), se tentarmos, sai aquela risada forçada (testem vocês mesmos) e serve para enviar uma mensagem para outras pessoas. A maioria dos sorrisos (o ato de rir) não acontece em resposta a algo que seja engraçado e sim é a COMUNICAÇÃO UNIVERSAL para simbolizar o ato de conectar-se com a outra pessoa.
É o “EU GOSTO DE VOCÊ”.
Quando duas pessoas se encontram e interagem é IMPORTANTE levar o sexo das pessoas em consideração para entender a dinâmica social por trás do ato de sorrir. Comecem a perceber interações onde estão presentes somente homens, homens com mulheres ou interações somente entre mulheres e vejam a diferença do porque que as pessoas riem.
No caso das interações entre um homem e uma mulher, a natureza do ato de sorrir estimulada pelo homem em uma mulher tem como objetivo para o mesmo medir seu grau de aceitação e status por parte da mulher. Em uma conversação um homem sorri muito menos que uma mulher.
Um homem que não sorri não está preocupado com a busca de uma mulher por um cara que a faça rir (ele sub comunica que não está ali para ser aceito, ou pelo menos não comunica essa necessidade), se este mesmo homem estimular o ato de sorrir em uma mulher ele não ri do próprio comentário.Visualizem o seguinte: um homem falando “blablablabla” pontuado pela risada da mulher com quem ele está conversando e depois os dois rindo juntos. Isso é o INDICADOR DE TER PASSADO NO TESTE.
Agora visualizem um homem falando “blablablabla” e depois rindo e a mulher não dividindo a risada com ele. O que isso indica? FALTA DE INTERESSE e BAIXO STATUS na interação.
Logo...
O ato de sorrir serve como função social!
O sorriso de uma mulher para um homem acontece, geralmente, para indicar seu nível de aceitação e seu status.
Não existem interações humanas em que o sexo dos participantes possa ser desprezado.
LEMBREM sempre disso em uma interação.
O CONTRASTE
Entre C&F e o Senso de Humor
Contar piadas tem como objetivo fazer uma pessoa sorrir, ou seja, você cria tensão e libera a mesma em um formato de humor. Ter como objetivo fazer ela sorrir subcomunica buscar sua aprovação, tentar fazer ela gostar de você.
ISSO NÃO É C&F.
Como já falei, o objetivo do C&F é gerar atração, fazer ela querer você, fazer ela correr atrás da sua aprovação e você comunicar alto status. Dito isto, no C&F o sorriso é somente uma ferramenta para saber se você está no caminho certo e não o objetivo final.
No C&F você cria tensão e libera um pouco, cria mais tensão e libera outro pouco. No final você nunca deixa a tensão ser totalmente liberada, pelo contrário, ela é aumentada. Enquanto isso, você comunica alto status e tira um sarro dela (comunicando que ela tem menos status) de uma forma engraçada. Isso sempre faz ela tentar subir seu status em relação a você e você tira ainda mais sarro dela, gerando esse efeito bola de neve.
  • Cocky – eu tenho alto status, não me importo com o que os outros pensam.
  • Funny – faço ela sorrir de algo que eu digo.
Ou seja, você não vai fazer uma piada, você vai fazer ela rir de algo que você disse e ao mesmo tempo, comunicando o seu alto status.
O NIVEL SEGUINTE
O próximo nível de C&F, em vez de fazer ela sorrir do que você falou, são seus amigos sorrirem. E mais ainda, fazer seus amigos sorrirem de algo que você disse da menina.
Esse tipo de C&F é algo que você deve fazer, mas não exagerar. Jogar alguns comentários aqui e ali são o tempero na conversa, agora ser C&F sem parar acaba sendo demais porque rebaixa demais a pessoa no grupo.
SOBRE STATUS
Comece a entender e estudar sobre status. Status é o que faz a mulher se interessar por você.
Algumas dicas práticas sobre status:
  1. Olhar e fixar contato visual comunica alto status.
  2. Quebrar contato visual também pode comunicar alto status desde que você não quebre imediatamente o contato. Se você se sentir impelido a olhar novamente, seu status cai.
  3. Quando você for falar, não fique inserindo aqueles “hmm” “ééé”. Exemplo: “hmm oi, tudo bem?” ou “ééé... então você vai fazer algo hoje?” Isso comunica baixo status.
  4. Quando for falar, seja direto. O tom de voz também é importante.
EVITE
  • Usar humor autodepreciativo (se zuar);
  • Comunicar você pense que você é um idiota;
  • Fazer piadas sobre você ter azar, não ter sucesso, etc.;
  • Se diminuir para parecer humilde;
  • Olhar para ela depois de você falar algo com o objetivo de ver como ela está respondendo ao seu comentário.
NO CAMPO
Alguns conselhos práticos:
  1. Procure agir naturalmente, fique tranqüilo.
  2. Não fique pedindo desculpas pelo que falou
  3. Não tente fazer ela gostar de você, não tente buscar a aprovação dela
  4. Aproveite o momento. Foque a conversação em se divertir em vez de tentar fazer dela seu objetivo.
  5. NÃO seja muito sério em pouco tempo. Espere vocês terem alguns encontros para começar a fazer as coisas ficarem um pouco mais sérias.
  6. Não se preocupe em procurar fatores em comum entre vocês. Não se preocupe com essas coisas porque você acaba não conseguindo criar rapport.
  7. Faça coisas diferentes como se divertir, tirar sarro dela etc, já criam rapport em um nível diferente.
  8. Fale emoções, evite lógica. Isso mata a energia, acaba com a atração.
  9. Não ria para fazer ela sorrir. Isso é fácil de falar mas difícil de fazer. Com o tempo você vai polir esse comportamento.
  10. Não ria para quebrar a tensão.
Não tenha medo de tirar sarro da mulher que você está atraído! Assuma o risco de ser rejeitado e veja o ouro por trás disso.
Seja memorável
  • Tenha a atenção dela (esbarrar, contato visual etc)
  • Mantenha ela interessada por você (criar curiosidade)
  • Se diferencie dos outros homens que estão em sua volta
  • Seja imprevisível (Aumente sua curiosidade e faça ela se perguntar o que virá a seguir)
  • Faça ela querer mais
  • Faça ela sentir atração
  • Aumente a atração sendo desafiador, imprevisível e misterioso (dois passos pra frente, um para trás). Ou seja, crie a atração, depois pare, faça outra coisa, depois crie mais atração e assim vai.
Lembrando: se ela se sentir ofendida, isto NÃO é C&F.
(David DeAngelo)
submitted by rick-br to PUBrasil [link] [comments]


2016.12.15 19:38 lakeyosemit2 Desde 2008, o /r/brasil teve 817.419 comentários feitos por 14.729 usuários únicos. Parabéns à comunidade!

Esses dias fiz um post com os comentários mais votados dentre os últimos 57 mil. Por causa de problemas técnicos, não fi-lo com todos comentários de todos os tempos. Agora, depois de 250 GB de comentários baixados ao longo de uma semana, tenho todos os dados.
O primeiro comentário feito ao /brasil foi no dia 16 de Fevereiro de 2008:
Usuário Comentário
tivolitur Tivoli Lazer, viagens de lazer, pacotes , pousadas,
Nascido do spam, o sub atingiu em 31 de Outubro de 2016 a marca de 817.419 comentários, feitos por 14.729 usuários únicos. Ao todo, os /brasileiros distribuíram um net karma (upvotes - downvotes) de 2.698.865! Por limitações do arquivo de comentários não foi possível incluir comentários mais recentes, e é possível que o sub já tenha atingido seu milionésimo comentário! Os comentários do /brasil filtrados do arquivo de 250 GB com todos comentários do reddit podem ser encontrados aqui (53 MB). O código para obter os dados mencionados nesse tópico pode ser encontrado aqui. Sem mais delongas, aos top 20!
Os 20 usuários com maior karma de comentários acumulado na história do sub:
Usuário Karma
[deleted] 126685
protestor 25890
nmarcolan 25849
babsrosa 24061
I_am_bovo 22381
chokkolate 18863
schmook 18536
SamucaDuca 15628
ROLeite 15203
bycrozz 14859
Donnutz 13062
1984stardust 12970
busdriverbuddha1 12546
kupfernikel 12259
VeteranCommander 12010
waspbr 11755
hoodjiah 11389
Montgomery-Cavendish 11074
Jay_Santos 10682
mmxx_th 10462
Os 20 comentaristas mais odiados do sub (menor karma acumulado):
Usuário Karma
VyMajoris -1073
Eonporter -614
parallel_life -592
Lffaz -381
Helhkr -136
axnine -113
PedroDev -98
EstudantedeHisotria -94
MeesterNoName -91
TheAngelW -86
feb33_1958 -84
Gothnath -82
PalavraDeDeus -73
VarsityPhysicist -64
confirma1X -58
I_HATE_GRINGOS -56
s9ugwSbM -56
PM_ME_WEED_AND_PUSSY -55
The_Force_Within -55
ce_dibb -54
Gostaria de congratular o VyMajoris pelo feito!
Os 20 melhores comentários
Votos Autor Comentário
777 vicedecorativo I'M LAUGHING A LOCHTE
495 adminslikefelching You don't have to apologize for what you haven't done, the actions of a bunch of people don't represent an entire nation.
488 frahm9 Bessias
399 qwerty7190 MEXICANO AQUÍ, NO LES ENTIENDO MUY BIEN PERO TIENEN MI SOPORTE, ADELANTE GUEYES
373 PanchDog CHILE TE APOYA CONCHESUMARE Y QUE ESTOS GRINGOS MARICONES DE REDDIT SE CHUPEN UNA SALCHICHA ALEMANA!!!\n\nBRAZIIIL-ZIL-ZIL-ZIL-ZIL
359 meunovonomedeusuario E DIGO MAIS: SANTOS DUMMONT É O INVENTOR DO AVIÃO
332 srjow Coitada, não sabe manobrar que nem o pai.
325 mmxx_th > que até a OI faria um trabalho melhor\n\nPelo menos não iria mais funcionar celular na prisão.
315 frahm9 Põe tag de spoiler porra, eu tou na parte do Ciro puto ainda.
311 AbortusLuciferum É tanta manobra que já podiam criar Eduardo Cunha Pro Skater 2016\n\n...desculpa
296 Gusteer VAMO CARALHO CHEIRA MEU CÚ GRINGO ARROMBADO\n\nWOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO\nBIRRLLLLLLLLL\n\nEDIT: É GOLD AQUI TBM, VALEU PORRAA
288 Gambrel ACABOU A CRISE CARAI ! VI PEDREIRO ABASTECENDO O MONZA 89 NA PODIUM E DANDO O TROCO PRO FRENTISTA !\n\n\n\nFoi lindo, o carro saiu voando em direção aos céus.
271 Eitjr Se o voto do Não tivesse recebido 367 votos, você sentiria a mesma coisa.\n\nO deputado do dolar na cueca ministrando sobre ética.\n\nDeputado envolvido com mensalão, deputado envolvido com petrolão tudo votando NÃO.\n\nAqui em Goiás tem um comunista do PT - o único que votou não - que é milionário e faz campanha como sendo defensor dos professores, mas é o primeiro comunista e o primeiro professor MILIONÁRIO que eu conheço (detalhe, antes de entrar na política era quebrado como todos os professores que acreditam nele)\n\nTivemos na mesma proporção (tem um outro post com os gráficos) deputados envolvidos em escândalos dos dois lados, muitos ainda não pois possuem foro privilegiado, mas logo logo vão receber a sua punição...\n\nDeputados e PARTIDOS falando sobre a constituição sendo rasgada - MAS QUE VOTOU CONTRA A CONSTITUIÇÃO DE 1988 \n\nDeputados falando que não houve crime, quando há provas cabais que HOUVE crime.\n\nDeputados falando em defesa da democracia, sendo que o impeachment É a solução democrática para impedir que um presidente faça essa bagunça que foi feita no nosso país\n\nO momento alí era para falar SIM ou NÃO, poucos fizeram isso. Você não pode se revoltar que eles não falaram da pedalada ou falaram de família porque ali não era pra falar nada, tiveram a semana toda para falar. Os que falaram, aproveitaram os seus 30 segundos na frente da TV onde milhões estavam assistindo para darem uma satisfação aos seus eleitores ou aparecerem mesmo.\n\nMas deveria ser só SIM ou NÃO.\n\n\nQual a legitimidade de um governo que fica falando que teve 54milhoes de votos e o vice não teve nenhum, mas escolheu justamente o PMDB para ser aliado, porque o PMDB é o partido com mais representações nas prefeituras e nos estados? Quantos MILHÕES só votaram 13 porque são PMDB e apoiam candidatos e políticos do PMDB? E ainda falam que o vice é GOLPISTA? E que ele não teve votos?? Porque não fez uma chapa só PT-PT então?\n\nQual a legitimidade de um Estado, que foi eleito MENTINDO para a população sobre a atual situação econômica do País? No dia SEGUINTE EXATO depois da eleição o governo mudou posições que DOIS DIAS ANTES ela no debate falava que não ia mudar, começou a retirar benefícios do povo que eram a bandeira da eleição, PRONATEC, CIENCIA SEM FRONTEIRAS, DIREITOS DO TRABALHADOR.\n\nNão conseguiu segurar a economia, a inflação, a petrobrás. Tudo que falaram que o outro candidato iria fazer. Qual a credibilidade tem um estado que MENTIU para ir para o poder e fez depois o OPOSTO que falou ao povo que iria fazer?\n\n\n\nQual a legitimidade de um estado que fez a sua campanha FINANCIADO COM CENTENAS DE MILHÕES que foram roubados das empresas estatais? Dinheiro que era para ser investido para melhorar o país foi desviado para bolsos de empresários, políticos e CAMPANHAS ELEITORAIS!! A mentira contada pelo PT, foi paga com corrupção.\n\nE não sou eu que estou falando não, são mais de 50 delatores que confessaram o crime, e vão passar anos na cadeia e tendo que devolver milhões de reais que estão falando.\n\nÉ legítimo isso?\n\n\n---------------------\n\nAlgo precisa ser feito. Não acho que CUNHA ou TEMER são a solução, mas FICAR PARADO VENDO ISSO NÃO SE PODE.\n\n\nE continuo FORA LULA, FORA DILMA, FORA CUNHA, FORA RENAN SIM!\n\nA diferença é que tem gente que quer: 'SÓ FORA CUNHA, SÓ FORA RENAN, SÓ FORA TEMER - mas por favor não meche na dilma, não meche no lula'.\n\nEssa é a diferença e por causa dessa diferença, eu estou sim, CONTENTE.\n\n\nQue o brasil aproveite essa OUTRA chance, pra se arrumar. Ao invés de ficar gritando golpe e tentando tampar os olhos.\n\n\nViva a Lava Jato. Prisão a todos os corruptos. De todos os partidos!\n\n\n-------------\n\nNÃO SOU A FAVOR NEM DA BOSTA, NEM DA MERDA, SOU A FAVOR DA DESCARGA
268 mushenrique Bel Pesce é a sacerdotisa brasileira de uma nova religião contemporânea: O empreendedorismo de Palestra.\n\nEla basicamente só tem negócios que fazem uma coisa: Sua auto promoção. Um organiza as palestras dela, outra os livros dela, outra os cursos dela e por aí vai. Tudo isso começou por causa do mito que ela criou em cima dela mesma com o ebook a menina do vale.\n\nEla acumula no curriculum as figurinhas que as pessoas idolatram: Google, Microsoft, MIT, startup (aconselho a irem ver no que deu a startup dela). Buzzwords como 'inovação', 'disruptiva', 'crowdfunding', tudo isso seduz a geração Y wannabe de Steve Jobs, Zuckberd, Musk e afins. \n\nIsso chega ao absurdo das pessoas DAREM dinheiro pra ela... cara, dar dinheiro pra ela pra que? Não é ela inovadora, disruptiva, criativa destrutiva, fodedora de velhos negócios?\n\nEla é o Edir Macedo desse culto, a propagandeadora dessa bolha que estamos inchando nesse século, dessa punhetação coletiva chamada 'ecossistema de startups' que é um grande cassino de gente rica querendo investir e um show de calouros pra gente que sonha em ganhar investimento dessa gente e 'entrar pro clube'. Alguém já assistiu Black Mirror?\n\nNão caiam nessa.\n\n*EDIT: Acompanhando os comentários da própria campanha. Que vergonha alheia, cara.\n\nEDIT 2: O loco, um GOLD. To melhor que a própria Bel Pesce em mobilizar as pessoas a me darem coisas.\n\nEDIT 3: 01/09/2016 - Quando eu disse pra procurarem a respeito da Startup que ela fundou.... voltei aqui só pra dizer que 'eu avisei', haha.
261 KaXaSA >“No Brasil é assim: quando um pobre rouba ele vai para a cadeia, mas quando um rico rouba ele vira ministro”.\n\n>-Luiz Inácio Lula da Silva\n
244 bschmok1 American here who just got back from Rio (and Recife and Curitiba). \n\nThe Rio Olympics were spectacular! And I'm so disappointed that many of my compatriots apparently decided not to go because they believed the fear-mongering media.\n\nIt was very noticeable that there were far fewer Americans compared to Europeans/Canadians/Australians and listening to the ridiculous, ignorant comments of my friends/family/coworkers regarding Rio/Brasil is getting annoying.\n\nAs someone who has lived and traveled abroad (including in SP and Curitiba), it's easy to forget how sheltered and U.S.-centric most Americans are until they are given the chance to talk about another country...
244 schmook Sujeito nojento. Nojento. O cara glorifica torturador e vocês chamam ele de mito? \n\nUma coisa é ser contra a Dilma, e eu sou. Uma outra coisa é ser pró impeachment, que eu também sou. \n\nMas homenagear o cara que torturou ela? Puta que me pariu. Isso é coisa de gente baixa, nojenta, sem capacidade moral, gente sádica, sem humanidade. Gente espúria. \n\nMinha mãe foi torturada por gente como esse bandido, nojento, sádico. Cuspiria eu mesmo na cara dele com todo prazer.
240 pucci_after BORA COLOCAR O PRIMEIRO POST EM PORTUGUÊS BRASILEIRO NO /all\n\nEDIT: VIGÉSIMO SEGUNDO POST DA FRONTPAGE, RUMO AO TOP 5, GOGOGOGOGOGO
238 meunomeegal Poxa vida!!! Eu nem entro mais em sites de notícias. Quando quero saber algo relevante venho aqui, vejo o que me interessa, leio os comentários, veja a galera debater (quase sempre um debate mais claro, objetivo e menos parcial do que dos sites). É uma pena!!!
237 nerak33 A Mônica e o Cebolinha vivem o bullying como devia ser se o mundo fosse cor de rosa. Eles vivem o sofrimento humano só com as lágrimas, mas sem o rancor e a amargura que as injustiças deixam na gente.\n\nMônica é a dona da rua. Cebolinha se acha mais esperto e quer ser ele o dono da rua - simbolicamente quer roubar o coelho dela, o Sansão. Assim como Dalila precisava tirar o cabelo do herói para tirar sua força, Cebolinha precisa roubar Sansão para tirar o poder simbólico, o cetro de Mônica. Mas seus planos sempre dão errado e ele apanha. Porque bate nos meninos, Mônica é a dona da rua. O ciclo se repete.\n\nQuem começou? Não dá pra saber. Isso distancia a 'violência' entre essas crianças de uma relação de bullying. É uma rivalidade em pé de igualdade.\n\nMônica chora, mas também se defende. Cebolinha apanha, mas não perde o sarcasmo. Eles sofrem, mas não são derrotados.\n\nSão como os clowns. A gente ama tanto a nossa humanidade que há neles, e é por sofrerem que são humanos. Mas eles sofrem sem rasgar e sem perderem a humanidade. São mais humanos, por não serem de carne.\n\nE são crianças. São capazes de serem ao mesmo tempo malvados e doces uns com os outros. Vão nas festas de aniversário uns dos outros e combatem vilões juntos. Ajudam a tirar ciscos do olho e consolam-se quando estão tristes. Acho que no céu é assim: as crianças ainda brigam, mas nunca se machucam e sempre se perdoam.\n\nNão é a toa que a Turma da Mônica funciona, mesmo com o traço simplório, a seqüência de quadros e fundos preguiçosos, etc. São histórias que tratam o leitor infantil com honestidade e também com carinho.
Já a Estatueta Amácio Mazzaropi de Nióbio para os 20 piores comentários da história vai para:
Votos Autor Comentário
-107 rubemll Não sei se isso vai acabar (E acabar com os gameplayers seria uma boa, não passam informação relevante, é um tipo de conteúdo completamente fútil e inútil), mas acho que já está fazendo muita gente rever essa mania maluca de querer alta definição em tudo.\n\nAssistem TV 480i boa parte do tempo, mas na hora de um conteúdo irrelevante como filme e vídeo do YT querem 1080p, vai entender, só consome mais banda a toa.\n\n(Áudio lossless que é bom esse povo não procura, porque nem sabe o que é isso. Se fazer upscale de 720p pra 1080p e postar assim muito noob assiste 1080p felizão e elogia a qualidade, é pura fachada essa necessidade de altas resoluções, tenho sérias dúvidas se 90% dos baixadores de fullHD notariam a diferença de uma exibição 720p pra 1080p)
-92 rubemll Alguns nazistas matavam judeus só por entretenimento.\n\nTem uns playboy retardado que tacam fogo em mendigo só por entretenimento.\n\nSe é só entretenimento então tá liberado.\n\nDesde que os Direitos Universais do Homem estabeleceram que todo mundo tem direito a alimentação, segurança, moradia e etc, a prioridade deveria ser melhorar o mundo até que isso seja alcançado, e jogar joguinho inútil não ajuda em nada pra isso. \n\nDia que o mundo todo tiver equalização de acesso à renda, alimentação e informação, aí tá liberado gastar o tempo extra com futilidades inúteis só pra entreter.\n\nAs coisas precisam ter uma utilidade mais nobre, 'só entreter' é coisa pra neanderthal egoísta que não sabe enxergar o mundo ao redor. Se tem gente que se entretêm pesquisando, publicando e estudando conteúdo pra melhorar o mundo, porque vai defender esses pirralhos egoístas que se entretêm só com o que afeta apenas a própria bunda?
-88 Eonporter Um salto de marcha ré... bem vindo de volta à Roma pagã.\n\nEDIT: Mas pelo menos houve uma votação democrática. O que nos tempos atuais já digno de nota. A Irlanda está se enterrando, mas pelo menos é voluntariamente.
-85 luisfca O pão e circo mostrando toda sua força! Não percam a chance de mostrar isso, pessoal! Vamos bater no peito toda nossa ignorância
-75 CadeOCarimbo 1) Acho que ninguém aqui do sub participou da organização, então é meio vazio dar os parabéns a nós. \n\n2) Melhores olimpíadas da história? Vc tem acompanhado as notícias? Austrália, Argentina e Jamaica reclamando das condições físicas, um fotógrafo europeu teve 40k usd de equipamentos roubados, atletas australianos e espanhóis assaltados..
-74 VictorPictor Vc sabe que o DOPS já existia antes da ditadura e que continua existindo até hoje em vários estados né? Sem pelo menos a data das fotos, a suspeita de que estas crianças tenham sido fichadas, ou mesmo presas, recai sobre qualquer governo entre 1924 até o fim da ditabranda.
-73 Lffaz Lamentável é cooperar com o imperialismo e querer interferir na política interna de um país soberano cujo líder foi eleito legítimo e democraticamente, sendo uma das últimas resistências ao neoliberalismo destrutivo promovido pelos estadunidenses.
-73 RandyLiddell Nojo é essa cambada de 'adultos' sem responsabilidade pelos seus atos, que quer transar sem protecao e depois fazer aborto.\n\n
-70 merdalsd Tem que denunciar. Cadeia nelas.
-67 parallel_life Bem típico dos autoritários cercear manifestações de opiniões diferentes mesmo, nem que seja com tinta. A próxima atitude será pintar os livros de branco?
-66 MeesterNoName Huh. Looks like some Brazilians are happy they beat a third tier German U-23 team in a penalty shoot out.\n\n7-1 boys, 7-1.
-64 Dinosaur_Supervisor Vamos combinar: videogame não é esporte.
-64 Lffaz Mensagem clara do STF: não vai ter golpe.\n\nMoro tem que ser exonerado por colocar em risco a soberania nacional.
-64 SeuGomes Obviamente, tudo que foi dito é 100% sério, ironia não existe mais.
-61 Hambr > A menina obviamente não era santa.\n\nSim. Provavelmente você também não é santo. Isso não significa que podem te estuprar.
-61 PedroDev Tudo que eu preciso é de um VLOGGER com o cabelo mais ridículo da história (edit: só pra explicar, pois o pessoal tá com dificuldade de entender, que a zuada com o cabelo dele é só uma brincadeira... o problema dele tá na parte de dentro da cabeça) pra me dizer oq achar sobre desarmamento
-61 smartassnick Não entendi. Esse aplicativo é pro hype train da nova geração? \n\n\nPokémon é legal e tal mas já passou da hora de parar. Vão só pegar outro par oposto (sombra e luz, mar e céu, fogo e água, daqui a pouco é 0 e 1, esquerda e direita) e fazer uns designs sem noção.
-58 sceptres Eu amei esse filme. Só não fez sucesso prq os neckbeards não gostaram que era um elenco feminino \n\n*ITT: Neckbeards se sentindo atacados
-57 [deleted] [deleted]
-57 Raposo_tavares Se fossem tantos assim, teriam vencido nas urnas. Não vai ter golpe.
Parabéns a todos envolvidos!
submitted by lakeyosemit2 to brasil [link] [comments]


2014.04.03 20:56 PabloAimar10 AS MINHAS NAMORADAS NÃO SÃO DOENTES PELO BENFICA

Texto retirado de "Ontem vi-te no Estádio da Luz"
Nunca tive uma namorada doente pelo Benfica como eu. Tenho vários amigos doentes pelo Benfica como eu, o meu Pai era doente pelo Benfica como eu, o meu avô doente pelo Sporting como eu pelo Benfica, mas uma namorada doente pelo Benfica como eu, nunca tive. Dou-me por satisfeito quando elas dizem, entre o enfado e a vontade de me agradar: "sim, sou do Benfica". Assim, como quem diz: "gosto de iogurtes de manga" ou "não está mau tempo, não", enquanto pintam as unhas, fazem um charuto, comem cereais ou dão festas ao cão.
Invariavelmente pego naquela frase ("sim, sou do Benfica") e lanço-a na estratosfera do pensamento, onde ela rodopia, consome os trilhos todos terrestres das entretelas do cérebro, é filtrada à velocidade da Luz e, antes que venha outra frase atrelada, já todo eu estou inundado por uma certeza fingida de que finalmente, anos e anos depois da procura, encontrei uma mulher que é tão doente pelo Benfica como eu. É uma mentira. E é fingida. Mas faz-me bem, não vá eu assinar logo ali os papéis do divórcio enquanto vocifero de forma grotesca: «O Benfica não é um iogurte, foda-se!».
A M. não gostava de futebol; era artista, aos 13 anos já pintava oceanos nas aulas de matemática. Ficávamos sempre juntos, na fila do meio, lá atrás. Escrevíamos bilhetes um ao outro, com as nossas pernas juntas formando as pernas de outro ser entre nós, que era a minha perna direita e a esquerda dela - o amor adolescente ali todo vingado, não chegando o toque, precisando de palavras escondidas em papéis dobrados que dávamos um ao outro por baixo da mesa, só para fingir que ainda havia coisas a dizer. Nos intervalos, entre beijos, apalpações, cigarros, risos, ela perguntava-me: «gostas do Benfica porquê?», e eu nunca sabia explicar-lhe o que estava tão dentro de mim e tão fora dela. Foi só quando - após o Benfica-Vitória de Guimarães de 1994, jogo de festa do título, jogo em que pude pela primeira vez pisar o relvado da Luz e o meu Pai me içou para cima da trave da baliza do Neno - no dia seguinte apareci com os bolsos cheios de relva e a espalhei por cima da mesa numa aula de Religião e Moral, que ela percebeu. O amor veio todo numa pergunta que transportava todas as certezas do mundo: «tu és doente pelo Benfica, não és?»
Conheci a S. porque não podia passar a minha vida sem conhecer a S., apesar da timidez e medo que ela distribuía por todo o eu dentro de mim. Mulher gloriosa, de beleza lunar, cabelos como chicotes nos reflexos do Sol, menina doce, trópicos todos aos desvarios, mundo ao contrário. Era benfiquista de iogurte, dava-me esperança e acalmava-me as dores enquanto se passeavam pelo campo estrelas como Pembridge, Leónidas ou Jorge Soares. Eu dizia-lhe: «isto não é o Benfica», e ela, sem entender bem o que seria o Benfica, amaciava-me as dores com o carinho milenar aprendido não pela forma ou pelos hábitos mas, antes disso, pelos séculos de amor massacrado que as mulheres têm dentro e carregam com desprezo e orgulho, no fim com ternura. Vivemos o Benfica juntos pela rádio e pelo «A BOLA», ouvindo relatos nas nossas viagens ou quando lhe pedia para ir lendo o jornal enquanto eu conduzia. «Vai directa às páginas do Benfica», e ela lia-me integralmente aqueles textos enfadonhos do Serpa, do Santos Neves ou do Delgado. O que não faz uma mulher por um homem; o que não faz um homem pelo Benfica.
A T. era sportinguista. Tinha vezes em que ia ao estádio com o Pai. Fui com ela ver um Sporting-Boavista, um jogo em que pela primeira e única vez apoiei a equipa de arbitragem. Por mim, era expulsar aquela gente toda - tudo para a rua, se possível após lesões gravíssimas de anos a fio ou mesmo crudelíssimos finais de carreira. Levava o seu cachecol verde e branco aos ombros e eu, confesso, apesar da evidente má escolha de cores, olhava para ela com um encanto tal que até consegui perdoar-lhe o facto de ter sido campeã nacional aos gritos para cima de mim, numa histeria de sede e fome que só 18 anos podem dar aos adeptos. Depois beijava-me, tinha pena de mim e do Benfica que era eu. Com pouco orgulho, revelo: tive amor por aquela alegria e por aquela pena. Já que o Benfica não podia ganhar, que fosse a T. a campeã. E, no final da noite, acabámos os dois com o título nacional.
Como falar da D.? Uma mulher esquisita - não no termo português, mas no dos outros países. Uma mulher fenomenal. Curiosíssima, peculiar, melancólica, destrutiva, sonhadora. O pai um senhor benfiquista dos sete costados - tardes e manhãs e noites a fio a debatermos Benfica -, a mãe recatada, quase ausente. D. tinha o orgulho de filha que ama o pai de todas as formas lindas que podem servir de amor ao pai e, por isso, não porque o futebol lhe dissesse ao ouvido e ao coração coisas irredutíveis de adepta, era do Benfica. Chateava-se, D., no entanto, com as minhas recorrentes incursões aos fins-de-semana atrás da equipa. «Não podes passar um caralho de um Sábado sem ires para Guimarães?»; «Tens mesmo de ir esta Sexta para Coimbra?». Eu fazia um olhar de cão abandonado, ela dava-me festas no lombo e no dia a seguir lá estava eu a enviar-lhe mensagens: «Estamos a perder», e punha um tristonho para ela não se zangar muito comigo. Uma vez levei-a a Alvalade, para ela viver o Benfica no estádio do rival. Ao intervalo, estávamos a ganhar 2-0 e ela estava orgulhosa de mim: afinal fazia sentido tudo aquilo. Depois acabámos por levar 5-3, num jogo memorável. Continuou com orgulho de mim e do Benfica. Uma mulher de facto «exquisite».
A E. era actriz. Detestava tanto o futebol que nem se importava de, amando-me, me ferir de todas as formas possíveis sempre que o Benfica empatava ou perdia. Nunca conheci mulher mais terna na vida terrestre - afinal, a vida sem bola - e mais cruel quando havia futebol pelo meio. A E. tinha, digo eu, ciúmes do Benfica. Em 2011, na meia-final da Liga Europa, saí da Pedreira à procura de uma arma que acabasse logo ali com o sofrimento. Queria alguma absolvição. Liguei-lhe e ela riu-se. Vingou-se do Benfica em mim, rindo-se e rindo-se e rindo-se e rindo-se. Quando acabou de rir, riu-se mais um bocado. A E. achava que o futebol era uma menoridade existencial - debate que tivemos, vezes sem conta, entre muito elemento que diverge da sobriedade e que, ainda assim, nunca resolvemos. Apeteceu-me gritar Benfica numa peça em que ela fazia de escrava e a luz favorecia o grito anónimo. Não o fiz. Anos depois, cheguei de Amesterdão com uma cara de três mil mortes. Não me disse nada; abraçou-me. À sua maneira, há-de ser do Benfica até ao fim.
Tu és a C.. Tens dentro de ti o que diferencia os seres: tens amor. Vamos trilhando sem medos o que ainda está para vir. Melhor maneira de dizer não tenho: quero ao Benfica o que quero para nós: eternidade.
submitted by PabloAimar10 to benfica [link] [comments]


2014.02.01 00:58 50_Shades_of_Gandalf wow so edgy much anger

Sais do trabalho uma hora depois do suposto porque o esforço que te foi imposto foi mal gerido, tendo-te sobrecarregado as horas seguintes ao almoço em que a tua barriga, grávida de hidratos baratos e de alguma água suja açucarada que saiu de uma máquina que prometia servir cafés, reclama por nutrientes apropriados ao devido funcionamento do teu corpo. Estás agora parado no trânsito. O lobo frontal do teu cérebro sente-se insultado pela falta de uso e desliga-se, deixando-te de boca entreaberta enquanto ouves uma música que parece ter sido especialmente engenhada para não te fazer sentir qualquer emoção. Dás por ti a cantarolar “I should have brought you flowers…” Odeias-te por conhecer toda a letra de uma faixa que não te diz coisa alguma. O locutor ri-se como que gozando da tua indecisão entre mudar de estação de rádio e passar à música de merda seguinte, ou desligar o aparelho e apreciar a cacofonia dos motores que te rodeiam, marcada pelas buzinas intermitentes e pelas menos frequentes caralhadas frustradas para ninguém em especial. Sabes já como manter a tua sanidade – evitar olhar para o relógio e celebrar para ti mesmo sempre que consegues ganhar velocidade suficiente para meter a terceira mudança. Desligas finalmente o rádio, como sempre acabas por fazer, e juras, em vão, que amanhã será o dia em que trarás um audiobook com algo interessante para aprenderes durante este tédio rotineiro. Irás lembrar-te mais tarde, já em casa, dessa promessa, a meio da tua sessão de masturbação digital, o que te levará a adiares a tarefa para o dia seguinte, porque a glande do teu pénis tomou, entretanto, o lugar do teu lobo frontal.
Ainda tens de passar no supermercado para comprar leite para poderes ter um pequeno-almoço decente amanhã. Tens o Jumbo, o Minipreço, o Pingo Doce, o Lidl, e o Continente. Aprecias a ilusão de livre-arbítrio. Escolhes o Minipreço porque tens um talão que te dá um desconto de seis cêntimos por pacote de leite. Nem é o supermercado que fica mais perto, mas estás demasiado cansado para pensar nisso. Colocas o talão numa ranhura do tablier do carro, porque não tens nada melhor para fazer. O BMW atrás de ti buzina-te. Parece que não avançaste os três metros que, entretanto, a fila avançou à tua frente. Encurtas a distância enquanto pensas em todos os insultos apropriados àquele sacana e à sua mãe. Estás numa subida, e o gajo parece ansioso por dar um beijo à tua matrícula traseira, nunca parando a menos de um tímido par de centímetros e levando-te a puxar o travão de mão a cada paragem.
Páras. Puxas o travão de mão. Soltas o travão de mão enquanto tentas fazer ponto de embraiagem e rezas para que o carro não deslize demasiado para trás a todos os santos que estás a inventar por necessidade — este percurso, todos os dias, há muito te converteu ao ateísmo. Avanças alguns metros com a ténue esperança de que será desta que o trânsito fluirá, mas não. Páras e puxas o travão de mão novamente. Limpas o suor da cara. Olhas para trás. O homem do BMW está a falar ao telemóvel.
Vês um espaço seguro na faixa à tua esquerda, que está a avançar mais rápido do que aquela em que tu estás. Ligas o pisca e o condutor na tua diagonal está relaxado o suficiente para te deixar colocar à sua frente sem questionar a decisão do examinador que te declarou como um condutor competente, o que é a maior demonstração de solidariedade humana que viste durante o dia todo.
O horizonte tapa já metade do sol quando chegas ao estacionamento do supermercado que está repleto de veículos cujos donos aparentam ter uma inabilidade em compreender os rectângulos formados por linhas brancas no chão, o que te leva a procurar espaço para o teu carro na inevitável zona de terra batida, no canto mais longínquo onde cheira a urina e outras águas tépidas cujas fontes tu preferes não saber.
Entras no estabelecimento e recebes uma literal lufada de ar fresco que te sabe bem durante os primeiros segundos. Infelizmente, porque o aparelho de ar condicionado provavelmente nunca foi limpo desde que foi colocado à entrada para fazer com que as pessoas confundam o supermercado com um lugar agradável para se visitar, os teus brônquios entram em modo paranóico e incham de maneira a não permitir a passagem dos temíveis microorganismos que, por acaso, tenham ameaçado entrar no teu sistema respiratório. Tiras o inalador do bolso e alivias a tua asma enquanto tentas ignorar o olhar coscuvilheiro das duas ou três velhotas que nunca viram um inalador na vida e que provavelmente pensarão que estás a ingerir droga, o que não seria assim tão mau não fossem os membros daquela faixa etária acharem que a “droga” é uma substância única criada pelo demónio, cujos efeitos são a combinação dos indesejáveis entre a heroína, cocaína, ketamina e metanfetaminas. Nunca param para se perguntar porque raio é que esta substância perigosíssima é tão popular entre a juventude se todos os drogados parecem acabar em valetas com as caras desfiguradas e corpos dignos do Holocausto, após terem prostituído o último dos seus orifícios para obter o dinheiro suficiente para a próxima dose. A percepção em grupo é uma terrível maldição. Nessas idades avançadas, contudo, é apenas triste.
“Tem um minuto para eu lhe falar de…”
“Não, obrigado.”
“Mas temos algumas vantagens que lhe poderiam…”
“Não, obrigado.”
Ignoras todos os vendedores que te abordam em direcção à ala do leite, que está colocado no canto oposto ao da saída para obrigar pessoas como tu a passarem por todas as coisas que não querem mas que o supermercado espera que venham a querer por impulso. Evitas estabelecer contacto visual, mas estas pessoas parecem ter sido Testemunhas de Jeová em vidas passadas e não conseguem interpretar que não tens qualquer interesse no que eles queiram oferecer. Isso porque sabes bem que, por muito paleio que elas tenham, não seriam pagas se não fosse o supermercado que ganhasse no final de contas, e tu odeias supermercados. Odeias a forma como os empregados das caixas te tratam bem apenas porque o supervisor pode estar a fazer a sua ronda. Odeias a forma como os mosaicos no chão mudam para padrões mais detalhados nas alas dos produtos mais caros, obrigando-te a andar mais devagar para não fazeres tanto barulho com o carro. Odeias a forma como estão a tentar substituir as caixas tradicionais por caixas automáticas de maneira a poderem despedir mais empregados enquanto te asseguram que é para “sua comodidade.” Acima de tudo, odeias a forma como são tão necessários.
Pegas num pack de seis pacotes de leite, que é tudo o que precisas. Procuras uma das caixas tradicionais, porque as filas para as automáticas são ironicamente maiores. Uma massa de faces cinzentas olha com desinteresse para todo o lado e para lado nenhum, como um grupo de galinhas sedadas. Escolhes a fila menor mas acabas por mudar quando reparas que é a caixa prioritária para as grávidas, idosos e deficientes. Tentas desesperadamente manter a tua mente activa. Consideras o que aconteceria se chegasse uma grávida, um idoso e um deficiente ao mesmo tempo. Consideras se uma deficiente grávida teria prioridade sobre qualquer outro. E então sentes um impacto na tua rectaguarda e o teu pack de seis pacotes de leite cai ao chão, e duas latas de polpa de tomate deslizam cada uma para o seu lado. Atrás de ti está uma rapariga com não mais de dez anos e sem os dentes da frente. “Desculpe, senhor,” diz, antes de sair a correr pelo meio de uma selva de pernas atrás de uma das latas que se dirigia para debaixo de uma prateleira. Apanhas a outra lata e apanhas o pack dos seis pacotes de leite. Dás a lata à menina, que te devolve um sorriso com mais gengiva que dente, e dirige-se para perto de quem assumes ser a sua mãe.
E então reparas que as caras não são mais cinzentas. Cada uma destas pessoas estão tão condenadas como tu a terem vidas miseráveis dentro de uma sociedade miserável que não permite felicidade absoluta sob risco de colocar em causa toda uma economia baseada na crença das suas vítimas em serem melhores do que as outras vítimas. Uma geração de homens e mulheres que têm medo de perder os móveis e os carros e os telemóveis e as roupas e os sapatos e toda a tralha vazia que, apesar de tudo o que se vêem obrigados a passar, foram conseguindo acumular. Cada uma destas pessoas irá para casa exausta e ligará a televisão e observará o triatlo do noticiário de guerras, doenças e mortes de sempre e concluirá que nem está assim tão mal. Os intervalos regulares para a publicidade fazem com que o seu limite de concentração não seja superior a vinte minutos, de maneira a que não consigam articular pensamentos complexos e perigosos. Depois verá um qualquer reality show que terá tanto de realidade como as mamas da brasileira que de certeza lá estará apenas para causar polémica, e sentir-se-á superior àquela gente que até aparece na televisão e tudo. Pessoal como aquele filho da puta do BMW sai beneficiado, sim, mas até ele fica preso no trânsito. É impossível. É um bravo novo mundo em que se deve ser feliz porque pelo menos não se é o mais infeliz de todos.
Este homem à tua frente está a demorar imenso tempo a retirar as garrafas de vinho do carro uma a uma. A sua cara é pálida e ele irrita-te. Lembras-te de teres pensado em algo, mas não do conteúdo em si. Encolhes os ombros, enquanto consciencializas que não seria algo de especial. As caras à tua volta são cinzentas, sem expressão, assim como a tua. Esperas poder chegar a casa, atirar qualquer coisa para o teu microondas Samsung e poder adormecer no teu sofá IKEA, iluminado pela luz do teu portátil HP, e sonhar com o fim de semana, quando poderás sair à noite com o intuito de partilhar fotos de bebedeira no Facebook, para demonstrar o social e feliz que tu és, assim como qualquer outro cidadão normal.
submitted by 50_Shades_of_Gandalf to escrita [link] [comments]


SÓ VENDO PARA CRER O QUE ESSAS MENINAS FAZEM EM SUAS MOTOS Coisas que as raparigas fazem na casa de banho - YouTube COISAS QUE TODA GAROTA JÁ FEZ ESCONDIDO #2 Perfumes Jovens! Hmm Candy, Capricho, Penelope Charmosa e Barbie. 5 CUTE THINGS THAT GIRLS DO GUYS LOVE. 10 Coisas que os Homens Fazem, com as Quais Qualquer Mulher se Derrete Dicas para meninas - YouTube 5 COISAS QUE OS GAROTOS GOSTAM NA HORA DO BEIJO  Fee Hideki Tipo de caras babacas  Andressa Moraes

50 coisas bonitos e sensuais caras que as meninas adoram ...

  1. SÓ VENDO PARA CRER O QUE ESSAS MENINAS FAZEM EM SUAS MOTOS
  2. Coisas que as raparigas fazem na casa de banho - YouTube
  3. COISAS QUE TODA GAROTA JÁ FEZ ESCONDIDO #2
  4. Perfumes Jovens! Hmm Candy, Capricho, Penelope Charmosa e Barbie.
  5. 5 CUTE THINGS THAT GIRLS DO GUYS LOVE.
  6. 10 Coisas que os Homens Fazem, com as Quais Qualquer Mulher se Derrete
  7. Dicas para meninas - YouTube
  8. 5 COISAS QUE OS GAROTOS GOSTAM NA HORA DO BEIJO Fee Hideki
  9. Tipo de caras babacas Andressa Moraes
  10. 19 TRUQUES PARA GAROTAS PREGUIÇOSAS / MACETES ENGRAÇADOS QUE VÃO FUNCIONAR COMO MÁGICA

5 COISAS QUE OS GAROTOS GOSTAM NA HORA DO BEIJO DEIXE UM LIKE E SE INSCREVA, SE GOSTOU DO VÍDEO! :) Obrigado por assistir ! :) INSCREVA-SE: https://goo.gl/gRNlX0 MINHAS REDES SOCIAIS ... Song Thunder / Young Dumb & Broke (Medley) Artist Imagine Dragons, Khalid; Licensed to YouTube by UMG (on behalf of Kid Ina Korner / Interscope); LatinAutor, EMI Music Publishing, UMPG Publishing ... Espero que gostem e subscrevam para mais vídeos!!! Conversei com vocês nesse vídeo sobre caras idiotas e como elas são e o que fazem para conquistar as meninas. O que eu falo não é verdade absoluta e só a min... Subscreve WooHoo: https://bit.ly/2QtTIsb 10 DIY DOCES DO MINECRAFT vs DOCES DO FORTNITE! ... 14 Segredos e Truques de Garotas Que Os Caras Não ... 13 TRUQUES PARA MELHORES AMIGOS / COISAS PARA ... Dicas para meninas H-Studio; 31 videos; 113,307 views; ... Dicas de vida para um casal romântico/ maneiras de fazer amor doce!Idéias DIY para todas as pessoas ... Coisas loucas para sobreviver ... Perfumes doces voltados para meninas. Embora sejam mais para o público infantil, quem é jovem de espírito pode usar tbm! =) *** Pra quem mora no Rio e não conhece nenhuma consultora Natura ... Inscreva-se em Incrível: https://goo.gl/ZHFt2x ----- Não temos dúvidas de que existem heróis reais entre os homens, que fazem o coração das meninas bater mais rápido. O segredo reside em ... 50+ videos Play all Mix - 5 COISAS FOFAS QUE AS GAROTAS FAZEM QUE OS GAROTOS AMAM! YouTube ... 5 COISAS QUE OS MENINOS AMAM NAS MENINAS - Duration: 6:27. Gregory Kessey 7,756,090 views. SÓ VENDO PARA CRER O QUE ESSAS MENINAS FAZEM EM SUAS MOTOS #Mais10 #EmAlta #Radical Se gostou do vídeo, escreva-se no canal ative as notificações e compartilhe o vídeo!